A engenharia genética ganha, a cada dia, mais força no continente africano. A exemplo de outros países, Gana começou a potencializar seus centros de pesquisa, investindo na compra de equipamentos científicos. Conforme notícia publicada no site Seed Quest, o governo do país dedicou US$ 855 mil para reestruturar os laboratórios do Instituto de Pesquisa de Grãos, em Kumasi, e o Instituto de Pesquisa Animal, em Accra. Ambos pertencem ao Conselho de Pesquisa Industrial e Científica (CSIR), de Gana.

Para o diretor-geral do CSIR, Emmanuel Owusu-Bennoah, os investimentos, similares ao realizado pelo governo, permitirão a cientistas do país desenvolver pesquisas em biotecnologia agrícola e, assim, diminuir a dependência com as multinacionais do setor.

Fonte: Seed Quest / July 2006