Cientistas de Iowa descobriram uma maneira de tornar o milho mais resistente a ambientes com baixa temperatura incorporando um gene do tabaco que ativa a defesa natural da planta contra climas frios. O professor de Agronomia e diretor do Center for Plant Transformation, Kan Wang, e sua equipe, inseriram um gene de tabaco com uma proteína ativadora chamada NPK1 que ativa o sistema de defesa do milho para estabilizar e proteger as células em tempos de calor, frio ou de seca.

“As plantas naturalmente se aclimatizam em meio ambientes agressivos, por exemplo, quando são gradualmente introduzidas em baixas temperaturas”, salienta Wang.

Durante esse processo de aclimatação, explica o cientista, muitos genes que protegem a planta são “acionados”. Foi o que o gene de tabaco realizou no milho, conclui o professor.

Clique aqui para ler o documento original, em inglês.