Pesquisadores da Marche Polytechnic University e da Universidade de Verona, Itália, divulgaram que o gene DefH9-iaaM está expresso e biologicamente ativo no morango e na framboesa. Ângelo Spena, Bruno Mezzetti, Lucia Landi e Tiziana Pandolfini observaram que o gene pode ser usado para aumentar a produtividade das frutas pelo aumento do número de inflorescências por planta e de flores por inflorescência.
O morango e a framboesa GM, cultivados em condições padrão, mostraram um significante crescimento na quantidade de frutas produzida, no peso e tamanho das frutas e na produtividade total. No morango, o aumento de produtividade foi de aproximadamente 180%. Na framboesa, de 100%.