A Alemanha anunciou que pretende abrir seu mercado aos GMs e que vai apoiar o fim da moratória européia na produção desses produtos. O ministro da Agricultura e Proteção ao consumidor alemão, Renate Kunast, anunciou em Berlim que o governo poderia implementar uma nova lei este ano referente à tecnologia genética que pavimentaria o caminho para a importação de organismos GMs no mercado nacional.

Künast deixou claro, no entanto, que a nova lei só será implementada quando as regras sobre importação e rotulagem forem formatadas na União Européia.

Com a posição pró-GMs, o governo alemão deixa em compasso de espera a indústria e companhias de negócios, na expectativa da abertura do mercado. Segundo a companhia pública especializada em ciências da vida, a Biocom AG, existem cerca de 600 empresas de biotecnologia na Alemanha, fortemente envolvidas com pesquisas.

Clique aqui para ler a matéria completa.