O Departamento de Agricultura do Canadá investiu cerca de US$ 2,5 milhões no trigo GM, produzido pela Monsanto. Trata-se de uma parceria, na qual o governo desembolsou de início US$ 850 mil para que a companhia desenvolvesse as sementes. O governo tem acesso total às plantações em teste e destinou cientistas para acompanhar o processo de denvolvimento. A variedade de trigo é resistente herbicida Roundup.

Caso a Agência de Inspeção de Alimentos do Canadá aprove a venda do produto, o governo espera ganhar cerca de 5% do que for aferido. A Agência faz parte do Departamento de Agricultura, mas age de forma independente.

O economista em agricultura Murray Fulton, da Universidade de Saskatchewan, disse que o governo se envolveu no processo porque sentiu que uma nova tecnologia chegou e precisa ser apoiada, pois as autoridades acreditam que haja benefícios à sociedade.

Leia também a matéria na íntegra, em inglês.