O ministro da Ciência e do Meio Ambiente de Uganda, Kasim Kasanga, disse que o governo do país formulou uma política nacional de Ciência e Tecnologia para, entre outras coisas, apoiar o uso de tecnologias inovadoras, incluindo a biotecnologia, vista como um instrumento de desenvolvimento.

De acordo com ele, o governo está convencido de que a biotecnologia não é nociva ao ser humano e ao meio ambiente. “A biotecnologia tornou-se uma questão chave no debate internacional sobre o desenvolvimento sustentado”, ressalta Kasanga.

Quando embarcamos numa coisa, disse, temos de tomar todos os cuidados relativos à segurança “e não iríamos em frente se não estivéssemos convencidos”.

Leia também a matéria original, em inglês.