Uma nova variedade híbrida de berinjela que promete melhor produção com menos quantidade de pesticidas será testada nos mais recentes campos de teste na Índia. “Nós permitimos os experimentos da berinjela Bt em campos de larga escala”, afirmou um oficial do ministério da Agricultura à agência de notícias Reuters. De acordo com o porta-voz do Ministério do Meio Ambiente local, a aprovação dos testes foi concedida depois que o Comitê de Aprovação de Geneticamente Modificados aceitou as recomendações relativas à biossegurança da variedade.

Especialistas em negócios dizem que a nova tecnologia fez decolar a produção total e proporcional da safra local de algodão. “A aceitação de sementes geneticamente modificadas aumentou agora que os produtores experimentaram maiores ganhos graças ao algodão Bt”, afirmou o líder dos agricultores e também legislador Sharad Joshi.

A Índia ultrapassou os Estados Unidos e já é o segundo maior produtor mundial de algodão depois da China. A produção esperada até setembro está estimada em 4.760.000 toneladas. A Índia autorizou o cultivo comercial de algodão geneticamente modificado em 2002 com a variedade Bt, a qual tem um gene da bactéria Bacillus thuringiensis, responsável por proporcionar à planta uma defesa contra as pragas.

Fonte: Checkbiotech – 17 de agosto de 2007 e DNA Índia