Uma empresa canadense anunciou em dezembro o início dos ensaios clínicos em humanos de Fase I / II com a insulina desenvolvida em plantas transgênicas de cártamo.

A pesquisa tem como objetivo demonstrar a bioequivalência (equivalência biológica entre duas substâncias) da insulina humana produzida em plantas e as comercialmente utilizadas. Os testes serão conduzidos no Reino Unido e contarão com 30 voluntários. De acordo com Andrew Baum, CEO da empresa, é a primeira vez que uma insulina produzida em plantas é injetada em pessoas.

Os resultados devem ser apresentados no primeiro trimestre de 2009 e devem ajudar na definição do processo de regulamentação de produtos derivados desta tecnologia.

Estima-se que, atualmente, o mercado global de insulina seja de cerca de US$ 7 bilhões. A demanda por insulina vai aumentar nos próximos anos, já que houve um aumento na incidência de diabetes e na utilização de terapias baseadas em insulina.

FONTE: AngenBio 11/12/2008