Essa mesma proteína é encontrada naturalmente em uma fruta africana e usada para adoçar os pratos e bebidas.

Um grupo de pesquisadores japoneses identificou linhas de tomates transgênicos que expressam altos níveis de miraculina, uma proteína que não é doce, mas é capaz de transformar sabores amargos em doces. No trabalho mais recente, publicado em agosto de 2010, os cientistas cruzaram tomates transgênicos com tomates anões e obtiveram nas linhas resultantes desse cruzamento plantas com altos níveis de miraculina.

A miraculina é encontrada naturalmente na fruta milagrosa (Richadella dulcifica), um arbusto típico da África. Os africanos usam as bagas vermelhas da planta para melhorar o sabor de seus pratos e bebidas. A espécie é tida como uma fonte potencial de edulcorantes (adoçantes diferentes do açúcar) de baixa caloria, entretanto, tem dificuldades de se desenvolver fora de seu habitat natural.

Em pesquisas anteriores, tentou-se produzir miraculina com bactérias e fungos, sem que se chegasse a proteínas com poder adoçante. Agora, com esta descoberta dos cientistas do Japão, a ideia é produzir a proteína a partir de tomates, especialmente em sistemas fechados de produção.

Fonte: Journal of Agricultural and Food Chemistry – Agosto de 2010