A desembargadora federal Maria Lúcia Luz Leiria revogou a liminar, concedida em outubro de 2007, que suspendia a aprovação comercial do milho transgênico pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

A informação foi publicada ontem no portal da Justiça Federal da 4.ª Região. Com a decisão judicial, a CTNBio pode dar continuidade a suas atividades e assim deliberar sobre novos pedidos de liberação comercial de variedades transgênicas. Conforme o presidente da Abramilho, Odacir Klein, enquanto no Brasil persistem as discussões no Brasil, Estados Unidos e Argentina usam biotecnologia e têm melhor competitividade.

Ainda de acordo com a Abramilho, o milho transgênico permitirá ao Brasil superar a produção da Argentina, a segunda maior produtora mundial.

Fonte: Estadao – 11 de janeiro de 2008