Vacas geneticamente modificadas estão sendo criadas na Nova Zelândia para fornecimento de leite com alto teor de proteínas e servir à indústria de queijos. É a primeira vez que vacas são trabalhadas pela engenharia genética para produzirem leite de melhor qualidade e para eventuais proveitos farmacêuticos. O objetivo é permitir que os produtores façam maior quantidade de queijo com o mesmo volume de leite. Além disso, a iniciativa vai permitir um processo mais rápido de fabricação.

Clique aqui para ler a matéria em inglês.