A biotecnologia, na Malásia, é vista como parte de um plano global de diversificação da economia. O setor industrial e de serviços continuará a ser o sustento principal, mas a agricultura será o novo foco, particularmente a biotecnologia.

Para tanto, será executado um projeto que vai liberar 1,21 mil hectares em Sisik, onde será instalado um laboratório. Desse projeto vão participar universidades locais, para encorajar a pesquisa e o desenvolvimento de produtos farmacêuticos derivados de ervas locais, para uso em remédios. A região já é considerada pronta para desenvolver sua própria linha de produtos derivados de ervas locais.