A metaboloma – análise dos metabólitos, das reações bioquímicas e dos efeitos intencionais e não-intencionais das alterações genéticas – é um dos mais promissores segmentos da biotecnologia. É uma nova ferramenta que também pretende auxiliar na identificação da função dos genes. Uma das possibilidades da bioengenharia é a criação de plantas que metabolizem drogas para o combate ao câncer. Cientistas da Fundação Samuel Roberts, em Oklahoma, nos Estados Unidos, têm estudado a produção de isoflavonóides, um tipo de antioxidante capaz de ajudar na prevenção de doenças cancerígenas. O bioquímico da instituição, Lloyd Sumner, e sua equipe tentaram manipular plantas para produção de maiores níveis do componente quando descobriram que o isoflavonóide desejado foi convertido em uma forma sem uso ao longo da rota bioquímica do vegetal.

Fonte: MIT Technology Review / Jan 2006