Plantas podem substituir métodos convencionais de eliminação de lixo e serem usadas para descontaminar solos. O método é baseado na fitorremediação, que utiliza plantas para absorver ou diminuir contaminantes no meio ambiente.
Os pesquisadores são Joe Jez e Tom Smith, do Donald Danforth Plant Sicience Center. Jez identificou um gene que permite que certas plantas prosperem em solos contaminados com cádmio, um metal pesado tóxico. Smith encontrou um gene diferente, que auxilia algumas bactérias a capturar e transportar zinco – que é importante para a nutrição, mas pode ser perigoso quando em alta concentração.
Eles declararam que gostariam de aumentar e transferir as duas características para uma larga quantidade de plantas, que tivessem rápido crescimento e fossem capazes de “limpar” vários tipos de metais pesados. As plantas poderiam ser colhidas e incineradas.