Um estudo que relaciona o milho Bt à redução das micotoxinas revela que a adoção da variedade transgênica pode, além reduzir o ataque de pragas, também diminuir os níveis de micotoxinas na planta.

As micotoxinas são compostos químicos produzidos por certos fungos e que são tóxicos para o homem e para os animais. Somente nos EUA, essas substâncias causam perdas de milhões de dólares por ano nos cultivos de milho. A presença das proteínas inseticidas no milho híbrido Bt geneticamente modificado (Zea mays spp.) para reduzir os danos de determinadas larvas de insetos lepidópteros reduzem a infecção dos grãos por fungos micotoxigênicos. Isto acontece porque os danos causados pelos insetos no milho são a porta de entrada para a instalação dos fungos e, conseqüentemente, a contaminação pela micotoxina.

O estudo ressalta que os benefícios da redução da micotoxina em países em desenvolvimento podem ser mais significativos, particularmente nas regiões onde o milho não processado é base da dieta alimentar.

Fonte: Cab Reviews