Antes de ser aprovado para fins comerciais, o milho tolerante ao estresse hídrico alcança a última fase de desenvolvimento, após anos de pesquisas. O órgão do Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos, está examinando o produto, suas características genéticas e combinações de germoplasmas (genes característicos de uma variedade e que transmitam as características a cada geração) de uso no mercado.

O milho tolerante ao estresse hídrico foi desenvolvido a fim de oferecer aos agricultores um cultivo mais estável em países e regiões que sofrem com os efeitos da seca. Um acréscimo de 6% a 10% de produtividade foi registrado em testes de campos realizados nos EUA.

Fonte: Agrolink 9 de janeiro de 2009