Até agora se pensava que as plantas com processo de fotossíntese C4, como o milho, só poderiam ter altos rendimentos em áreas quentes. Já o trigo e outras plantas com processoC3, podem crescer em regiões mais frias, onde o milho não pode. Entretanto, uma descoberta recente realizada na Universidade de Illinois poderá estender o período de cultivo do milho, permitindo o plantio em áreas que são atualmente muito frias para a cultura.

A descoberta foi feita quando os pesquisadores perceberam que uma planta C4 muito parecida com o milho, chamada Miscanthus x giganteus, se mostrou extraordinariamente produtiva em climas frios. Os cientistas trataram de encontrar a base de tal diferença.

Seus resultados sugerem que modificando o milho para que fabrique mais piruvato fosfato diquinase (a enzima PPDK) durante o período frio, como acontece com a Miscanthus, a planta poderia ser cultivada em climas mais amenos e apresentar maiores rendimentos nessas condições. Os pesquisadores ainda sugerem que o mesmo pode ser feito com a cana-de-açúcar.

Dafu Wang, Archie Portis, Steve Moose e Steve Long, os autores do estudo, reportaram sua descoberta no último número da revista Plant Physiology.

Fonte: Agro-Bio México, 19 de setembro, de 2008.