Presente à conferência promovida pelo Vaticano sobre organismos geneticamente modificados, o ministro italiano da Saúde, Girolamo Sirchia, disse que é preciso tomar decisões cuidadosas, “porque não é aceitável condenar esses produtos no geral, pois podem ser uma importante ferramenta na guerra contra a fome”.

O ministro, que foi recebido pelo presidente do Conselho Papal para justiça e paz, cardeal Renato Raffaele Martino, expressou seu respeito e apreço pela iniciativa do Vaticano em promover um evento para reflexões “acerca da delicada e importante questão dos GMs”.

Clique para ler a notícia completa, em inglês.