O Ministro da Agricultura do Quênia, William Ruto, está apoiando a adoção de cultivos geneticamente modificados na África, de acordo com o jornal Nation. Segundo o periódico, o Ministro pretende reintroduzir declaradamente a lei sobre Biossegurança no Parlamento em outubro, o mesmo que havia sido rejeitado pelos deputados em 2006.

Apesar da dificuldade que será enfrentada, Ruto está confiante: “Sei que vai ser um desafio convencer meus colegas do Parlamento e o público sobre a importância da proposta de lei, mas estou confiante de que, com as evidências, o projeto deverá passar”.

O ministro deixou claro que o debate sobre organismos geneticamente modificados (GM) deve ser baseado em provas científicas e não em mitos, “Há uma série de boatos sobre os OGMs. Se eles estão sendo consumidos no resto do mundo, o que nos impede de adotá-los?”, completou.

Para o Ministro, a adoção dos cultivos GM é um caminho que deve ser percorrido não apenas pelo Quênia, mas por toda a África. “Nós não podemos continuar a importar produtos alimentares provenientes de países que se sustentam em culturas da biotecnologia”, disse.

FONTE: Daily Nation – 14 de agosto de 2008