Cientistas do Centro John Innes (JIC) e da Universidade do Estado de Washington, dos Estados Unidos, conseguiram controlar e provocar a nodulação nos legumes, elemento chave do processo de fixação do nitrogênio, sem as bactérias necessárias. O projeto estuda a possibilidade da auto-suficiência em obtenção de nitrogênio com plantas transgênicas. Hoje a agricultura intensiva depende pesadamente dos fertilizantes inorgânicos que são usados para fomento de nutrientes, o que requer uma enorme quantidade de energia – de acordo com estimativas, aproximadamente 50% de todo o combustível fóssil usado nos processos agriculturais modernos.

A fixação de nitrogênio por alguns vegetais é fundamental para manter a saúde do solo porque converte o nitrogênio atmosférico nos compostos utilizáveis pelas plantas. As leguminosas, em particular, têm a habilidade de fixar o nitrogênio através de um relacionamento simbiótico com as bactérias fixadoras em nódulos da raiz.

O pesquisador chefe da JIC, Dr. Guiles Oldroyd, acredita que “existe ainda muito trabalho pela frente antes de conseguir a nodulação em plantas não leguminosas, mas, se isto for conseguido, a necessidade de fertilizantes nitrogenados inorgânicos poderá ser reduzida drasticamente, reduzindo também a poluição ambiental e o gasto energético”.

Fonte: SeedQuest, 30 junho de 2006