O grupo de pesquisa do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular de Plantas da Estação Experimental de Zaidín (EEZ), de Granada, pretende desenvolver morangos com uma quantidade maior de sacarose, melhorando assim algumas propriedades desses frutos. Os especialistas desvendaram as chaves para fornecer a síntese de sacarose ao invés da síntese de amido, por meio de estudos de regulação da união de açúcares nestas plantas.
A sacarose é o açúcar solúvel transportado a diferentes partes das plantas por meio do sistema vascular. A quantidade existente em cada um dos organismos vegetais tem uma especial importância, devido ao sabor que podem dar aos frutos das espécies vegetais de interesse agroalimentar, como as cenouras e os morangos, sendo tal característica uma exigência do consumidor, afirma Mariam Sahrawy, um dos membros da equipe.
Há vários anos, o grupo estuda duas enzimas que intervêm no processo de sínteses de amido no cloroplasto e ajuda a formar parte da rota de produção de sacarose.
Além disso, o estudo tem demonstrado que a diminuição controlada da enzima plantas transgênicas de Arabidopsis thaliana (uma espécie de planta com flor nativa da Europa, Ásia e noroeste da África) produz um incremento do conteúdo de sacarose.

Fonte: AgroBio México – 6 de maio de 2008