Documento divulgado pelo PG Economics Ltd., entidade do Reino Unido de consultoria em desenvolvimento rural e agrícola, mostra que milho GM e não-GM podem ser cultivados em coexistência, sem problemas. De acordo com um dos autores do documento, Graham Brookes, as evidências da possibilidade de coexistência das duas alternativas são claras e consistentes. Tudo o que se precisa são quatro linhas com plantas para isolamento, ou distância de separação entre os cultivos (até 12 metros, sendo 6 metros suficientes). Os dados do documento contrastam com as não apropriadas e impraticáveis regras que estão sendo adotadas por alguns países membros da Comunidade Européia, para o caso do milho GM.

Leia o documento, na íntegra, em PDF: http://www.pgeconomics.co.uk/pdf/Maizepollennov2004final.pdf