Um artigo publicado na edição de janeiro da revista Nature Biotechnology estima que o número de variedades vegetais geneticamente modificadas (GM) registradas no mundo vai saltar três vezes de 2008 a 2015. O texto de Emilio Rodríguez Cerezo (Institute for Prospective Technological Studies) e Alexander J. Stein (Centro de Pesquisa Conjunta da Comissão Europeia) analisa, com base em pesquisas anteriores, o impacto potencial sobre o comércio do aumento previsto de cultivos GM nos próximos anos.

Das novas modificações genéticas, a metade virá de potências emergentes, como Índia e China. Os autores consideram que, ainda em 2015, o domínio de modificações genéticas continuará sendo em soja, milho e algodão.

Fonte: Fundación Antama – 25 de janeiro de 2009.