O cultivo de seis variedades geneticamente modificadas nos Estados Unidos, em 2004, garantiu rendimentos maiores e redução de uso de pesticidas nas lavouras, em comparação com o ano interior. É o que afirma o novo estudo do National Center for Food and Agricultural Policy (Agrow No 459, p 15). Os 10,8 milhões de hectares cultivados com algodão tolerante a herbicida permitiram economias da ordem de US$ 263,9 milhões. Já o milho GM, de US$ 138,7 milhões. A maior redução com custos de produção foi registrada no Estado de Iowa (US$ 218 milhões), seguidos de mais cinco estados (Indiana, Illinois, Minnesota, Missouri e Texas). Os dados completos do relatório estão disponíveis no site www.ncfap.org.

Fonte: AGROW / 12 December 2005 / Copyright: T&F Informa UK Ltd 2005