A CSIRO – Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Austrália, desenvolveu um algodão modificado geneticamente que produz óleo mais saudável. O algodão foi geneticamente modificado de uma maneira similar àquela feita para a soja com maior conteúdo de ácido oléico, um ácido graxo monoinsaturado que, diferentemente dos poliinsaturados, não contribuem para o aumento do colesterol. Este tipo de óleo poderá ser utilizado em frituras e no preparo de margarinas.

 

Leia também a notícia na íntegra.