A Comissão da União Européia ordenou a 12 governos europeus que ponham fim à moratória de cinco anos da produção de plantas geneticamente modificadas, preparando-se para a confrontação de produtos mais significativos entre a Europa e a América do Norte. Como, até o momento, esses 12 países não procederam à regulamentação nacional para testes de organismos GMs, a comissão deu agora um ultimato para que a façam em dois meses.

A comissária do Meio Ambiente, Margot Wallstrom, disse que instou os países-membros a agir rapidamente e elaborar essa legislação nacional. Companhias produtoras estão submetendo à apreciação das autoridades européias novas aplicações de organismos geneticamente modificados, como canola, milho e algodão, além de outras plantas.

Clique aqui para ler a matéria original, em inglês.