No fim de novembro, o Parlamento Europeu divulgou declaração, em Estrasburgo (França), instando a UE a pôr um fim à moratória de quatro anos na comercialização de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs). Segundo a nota do parlamento, é muito importante facilitar a troca de tecnologia entre os países, para que possam ter um papel importante nessa área.

O diretor de Plantas Biotecnológicas da EuropaBio – European Association of Bioindustries, Simon Barber, diz que esse é um passo que pode permitir a venda, por fazendeiros europeus, de novas variedades de plantas desenvolvidas por meio da biotecnologia.

Dados sobre OGMs na Europa mostram que o continente está ficando “para trás” em relação a essa tecnologia, perdendo dos EUA e de outros países, para os quais migraram pesquisadores e cientistas europeus. Para o secretário geral da EuropaBio, Hugo Schepens, é urgente recuperar o terreno perdido.

Clique aqui para ler a matéria em inglês