A indústria de biotecnologia no mundo tem se preocupado em realizar pesquisas com a população para saber interesses, necessidades e nível de aceitação dos transgênicos. Um desses levantamentos foi feito recentemente na Ásia pelo Asian Food Information Centre (de Cingapura), com 600 pessoas, das quais 200 cidadãos chineses. Os outros consumidores ouvidos eram da Indonésia e Filipinas.

A julgar pelos resultados, a biotecnologia na China tem sido muito bem aceita. Pela pesquisa, 66% dos chineses consultados responderam acreditar que tirarão benefícios pessoais dos alimentos GM nos próximos cinco anos. Valores nutricionais, qualidade do alimento, redução de custo e nível cada vez maior de segurança foram citados como benefícios esperados. Mais da metade dos cidadãos chineses ouvidos (55%), acredita ter consumido algum tipo de comida transgênica em tempos recentes. Destes, 96% disseram estar satisfeitos com os produtos e não vêem motivos para deixar de consumi-los. Conforme uma representante do Asian Food Information Centre, Georgina Caims, a pesquisa demonstrou que os asiáticos têm a “mente aberta” em relação aos transgênicos e desejam saber mais acerca dessa tecnologia e como ela pode beneficiá-los, e a suas famílias, no futuro.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria em inglês.