Quinze organizações mundiais que desenvolvem pesquisas com mandioca estabeleceram um programa global para melhoramento dessa cultura. Esse programa, do qual faz parte a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, tem o objetivo de promover e coordenar investimentos para o melhoramento genético da mandioca, considerada uma importante fonte de nutrição nos países tropicais. O anúncio desse programa foi feito pela UN Food and Agriculture Organization – FAO. De acordo com Louise O. Fresco, Diretor Geral Assistente da entidade, o programa reflete a necessidade urgente da realização de pesquisas para o melhoramento genético da mandioca, com a intenção de ajudar milhões de pessoas que passam fome no mundo. Além de ser a terceira fonte mais importante de calorias da região tropical, a mandioca é responsável pelo sustento de mais de 600 milhões de pessoas na África, Ásia e América Latina. Essa planta é cultivada por pequenos agricultores, a maioria dos quais mulheres, geralmente em terras marginais.

Clique aqui para ler a matéria em inglês.