Os resultados desse trabalho servirão para a divulgação de informações cientificamente comprovadas sobre biotecnologia


A percepção pública sobre as plantas transgênicas e suas regulamentações está sendo avaliada por uma pesquisa desenvolvida há alguns meses em países da América Latina. O trabalho denominado de Latin American & Caribbean Biosafety Project (LAC Biosafety) tem a intenção de ouvir uma parcela da população de quatro países desse continente. São eles: Brasil, Colômbia, Costa Rica e Peru. A iniciativa, no Brasil, é coordenada pela Embrapa Meio Ambiente. A idéia é mapear as principais dúvidas sobre o tema e melhorar a divulgação de informações corretas e cientificamente comprovadas a respeito da biotecnologia.


De acordo com o projeto, esses países têm em comum quatro características: alta biodiversidade; experiência no desenvolvimento e práticas de marcos regulatórios em biossegurança; distribuição geográfica de cultivos agrícolas de importância comercial e projetos agrícolas financiados pelo Global Enviroment Facility (GEF) – entidade que financia esse levantamento.


Numa pesquisa anterior ao projeto, foi identificada a necessidade de disseminar informações tecnicamente fundamentadas e compreensíveis para apoiar o planejamento e o desenvolvimento de políticas em biossegurança. Por isso mesmo, a proposta é que os resultados desse trabalho sirvam, principalmente, para a orientação de tomadas de decisões para o cumprimento do Protocolo de Cartagena em Biossegurança, que trata do transporte de organismos vivos modificados pelo mundo. Além da versão online da pesquisa, também é possível responder sua versão impressa.

Para participar do questionário online, clique aqui


Obtenha informações junto à Embrapa Meio Ambiente no telefone 019-3311-2653.

LAC Biosafety – 13 de abril de 2010