Em Queensland, cientistas estão desenvolvendo cana-de-açúcar com um gene de bactéria cujo potencial é um dia substituir petroquímicos para fazer plásticos. biodegradáveis.

Segundo o cientista Steve Brumbley, do Centro de Pesquisa Cooperativa da Sugar Industry Innovation through Biotechnology, levará ainda alguns anos para que o processo seja aperfeiçoado e aprovado, “mas já tem um imenso potencial”.

“Acho que inúmeras companhias estão procurando indústrias que produzam largas quantidades de açúcar porque a energia proveniente do petróleo começa a ficar muito cara”, salienta o cientista, ressaltando que o caminho, desse modo, é buscar um recurso que barateie a produção de energia.

Leia também a matéria completa, em inglês.