A doação de US$ 2,98 milhões do Departamento de Energia dos EUA vai permitir que a equipe chefiada pelo professor de Biologia Evan DeLucia pesquise sobre a resposta da soja às mudanças climáticas. O trabalho será feito no Institute for Genomic Biology, em construção na Universidade de Illinois.
A soja é um produto agrícola vital para a economia do Estado e será utilizado como um modelo para novas tecnologias genômicas, a fim de resolver questões ainda pendentes sobre mudanças climáticas neste século. “Vamos usar tecnologias genômicas que são novas e ainda não testadas com soja, uma plantação cujo mapeamento genético está já muito bem definido”, disse DeLucia. “Queremos saber como as mudanças na concentração de dióxido de carbono e ozônio na atmosfera afetam a produtividade da plantação de soja”.