Uma variedade de erva daninha, chamada de Arabidopsis mutante, está sendo estudada por cientistas no Texas, que já descobriram nela um sistema que sinaliza se a planta está “estressada”.

Esse sinal faz com que a planta proceda a alguns ajustes, antes de continuar a crescer. A idéia é descobrir se tal sistema funciona em outros tipos de plantas, para que consigam se desenvolver em ambientes desfavoráveis.

A presença do sistema de “sinais” foi descoberta pelo professor-assistente de Ciências em Horticultura, Hisashi Koiwa, e sua equipe. “A planta está atenta a si mesma para proceder a ajustes de suas células no meio ambiente”, diz Koiwa. “É como se a planta dissesse a si mesma: ‘Espere, estou num ambiente seco; deixe-me fazer alguns ajustes antes de continuar a crescer’”.

Leia também a matéria completa, em inglês.