A batata está sendo utilizada em pesquisas na função de “vacina” contra tifo ou cólera, por exemplo, doenças dos intestinos causadas por bactérias presentes na água ou na comida contaminada. No estudo, realizado em Baltimore, o consumo da batata em certas quantidades teria o mesmo efeito de uma injeção tradicional para combater a infecção. Quando a bactéria é identificada, a medicina adota o antibiótico como tratamento.

A pesquisa com a batata, comandada pela doutora Carol O Tacket, do Center for Vaccine Development, tem o objetivo, segundo ela, de encontrar melhores soluções de vacinação.