Uma descoberta científica poderá contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção, detecção e tratamento de infecções hospitalares. Pesquisadores do Instituto Sanger, em Cambridge, na Inglaterra, conseguiram decifrar o genoma de uma bactéria, resistente a antibióticos, responsável por problemas intestinais que podem ameaçar a vida da pessoa infectada.

Conhecida como Clostridium difficile, a bactéria – cuja mortalidade chega a atingir entre 30% e 50% dos pacientes – provoca diarréias e inflamações do cólon. De acordo com o médico Mohammed Sebaihia, responsável por decifrar o genoma, a C. difficile tem capacidade de se modificar, tornando-se resistente aos tratamentos. Somente em 2004, cerca de 44 mil pessoas foram infectadas no Reino Unido.

A análise do genoma da bactéria deverá contribuir para o desenvolvimento de novas ações de prevenção de infecções e novos tratamentos, segundo o instituto.