O Projeto Genoma do Café, cujo início ocorreu em março de 2002, já apresenta pelo menos 70% dos trabalhos concluídos. As instituições participantes das pesquisas, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, EPAMIG, IAC, IAPAR, INCAPER, UFLA, UFV, UNESP, UNICAMP, USP, acreditam que os estudos estarão finalizados em dezembro próximo. As equipes já têm cerca de 80.000 seqüências de boa qualidade depositadas em banco de dados administrado pelo Laboratório de Bioinformática da UNICAMP. Outro desafio dos pesquisadores é a utilização dos dados gerados pelo projeto em pesquisa genômica funcional, que exigirá conhecimentos de pesquisadores de várias disciplinas para responder a questões relativas às funções dos genes e como estes interagem entre si e com o ambiente.

Leia a matéria na íntegra.