Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia (EUA) estão aumentando a potência muscular de ratos com o uso da terapia gênica. Por meio do adenovírus, eles aplicaram o gene que expressa a ação do crescimento do IGF-1 no genoma dos animais. A idéia é reparar células e fibras para combater doenças musculares degenerativas, mas muitos esportistas já demonstram interesse pela técnica para ganhar força

Confira também a matéria completa.