A realização de testes biotecnológicos para agricultura foi incluída na resolução assinada em Evian (França), este mês, pelo G8 – grupo dos oito países mais industrializados do mundo – Canadá, França, EUA, Alemanha, Itália, Rússia e Grã-Bretanha e Japão.

Entre os temas tratados, como o desafio de promover o crescimento, incentivar o desenvolvimento sustentável e melhorar a segurança, o encontro abordou a questão da segurança alimentar e os representantes dos oito países expressaram seu apoio e incentivo à promoção da produção e exportação de sementes, o que inclui a biotecnologia.

“Nós vamos encorajar o desenvolvimento de pesquisas científicas e a adaptação de novas tecnologias na agricultura, incluindo testes biotecnológicos para uso nos países em desenvolvimento”, diz o documento. A União Européia também apóia as resoluções, representada pelo presidente do Conselho Europeu e pelo presidente da Comissão Européia.

Leia também a matéria em inglês.