A última fase do “Farm Scale Evaluations (FSEs)” sobre cultivos GM tolerantes a herbicidas foi publicada no “Proceedings of the Royal Society” em março, considerando resultados de ensaios com canola no inverno. De acordo com o estudo, a maioria das plantas e espécies de invertebrados estudados não apresentou diferenças nos cultivos de canola GM e convencional.

Os cientistas independentes concluíram que todos os efeitos observados podem ser explicados pelo nível de controle de ervas invasoras obtidos por diferentes programas de herbicidas e que os resultados não foram influenciados pelo fato dos cultivos serem ou não GM. Quando todos os resultados do FSE são considerados conjuntamente, quaisquer diferenças são maiores entre diferentes cultivos (exemplo canola versus milho ou beterraba açucareira) do que diferenças entre versões GM e convencionais da mesma planta. Outros dados do estudo estão disponíveis em www.defra.gov.uk/news/2005/050321b.htm.