Em uma reunião do G8 (Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá e Rússia) para definir propostas e decisões relativas à agricultura e à segurança alimentar mundial, o Secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Tom Vilsack, mostrou-se favorável à utilização de tecnologia na agricultura e reforçou a necessidade de se lutar pelo direito ao seu uso em outros países.

Segundo ele, a fome e a desnutrição afetam milhões de pessoas em todo o mundo, causando sofrimento humano, instabilidade política e estacionamento econômico. Vilsack considera que, a fim de combater problemas como esses, a ciência pode ser importante, e os países em desenvolvimento devem adotar as novas tecnologias aplicadas à agricultura, incluindo a engenharia genética.

O secretário diz ainda que a reunião confirma o compromisso com a segurança alimentar mundial e oferece aos participantes a oportunidade de trabalhar com outros ministros de agricultura no desenvolvimento de uma estratégia compartilhada para estar à frente de questões sobre segurança alimentar.

Ao término da reunião do ano passado (2008), realizada no Japão, os líderes emitiram uma declaração sobre a segurança alimentar mundial, onde destacaram os compromissos específicos para melhorar efetivamente a situação de segurança alimentar em todo o mundo.

O secretário propôs aos ministros da agricultura celebrarem uma reunião para contribuir com o desenvolvimento de propostas efetivas sobre a questão.

Fonte: Agro-Bio 16 de abril de 2009