O estudo do relacionamento simbiótico entre espécies de fungos e plantas lança novas luzes sobre produção de biomassa de plantas, de sementes e melhoramento de raízes vegetais. Simbiose é a relação pela qual dois organismos de diferentes espécies interagem de modo a garantir seu sucesso reprodutivo e de sobrevivência. Exemplo disso são os micróbios que vivem na saliva do gado e ajudam na digestão da celulose enquanto se alimentam da mucosa.

Outro exemplo é o fungo do gênero Epichloë, que vive em simbiose com diversas variedades de grama. O crescimento populacional de um está diretamente relacionado com o do outro. Atento a tal característica, um grupo de cientistas da Nova Zelândia e do Japão estudou, do ponto de vista genético, a relação entre o fungo Epichloë festucae e a grama Lolium perenne. Ao desenvolver linhagens geneticamente modificadas do fungo, eles descobriram a possibilidade de se controlar tanto o aumento quanto a redução populacional da planta e do microorganismo – o que pode ser bastante útil na administração de pragas em lavouras agrícolas. A pesquisa está disponível no link http://www.aspb.org/ pressreleases /TPC039263.pdf.

Fonte: American Society Of Plant Biologists / Março 2006