A escolha do tema é oportuna uma vez que em 1985 foi realizado o Simpósio “Impacto da Biotecnologia na Agropecuária”.

Estudantes de graduação e de pós-graduação vão ter a oportunidade de refletir sobre o presente e o futuro da biotecnologia junto com profissionais da área no Simpósio Biotecnologia+25. O Evento, que acontece nos dias 15 e 16 de setembro, é organizado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). O objetivo é estudar os avanços que a biotecnologia trouxe nos últimos 25 anos e discutir como a ciência pode continuar a trazer benefícios sociais, ambientais e econômicos pelos próximos 25.

O último relatório do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA), publicado em 2010, afirma que para alimentar os possíveis 9,2 bilhões de pessoas que vão existir no mundo em 2050, será necessário dobrar a produção de alimentos de forma sustentável. Esse é um dos desafios que coloca as questões propostas pelo simpósio da UFPel no centro da discussão sobre os rumos da biotecnologia no Brasil e no mundo até 2035.

A escolha do tema é oportuna uma vez que em 1985, com o objetivo de mobilizar esforços para a implantação da área de Biotecnologia na UFPel, foi realizado o Simpósio “Impacto da Biotecnologia na Agropecuária”. Os interessados em participar do simpósio devem acessar a página da universidade na internet e se cadastrarem gratuitamente.

Fonte: UFPel – 01 de setembro de 2010