Melão GM é mais resistente depois da colheita

O produto recebeu uma enzima que interfere na produção do etileno. "Por esse processo, a fruta amadurece mas não estraga tão rápido, pois o etileno acelera o amadurecimento no final do ciclo da planta”, afirma o cientista Ricardo Ayub.