Pequenos produtores sul-africanos adotam algodão geneticamente modificado

O uso de sementes geneticamente modificadas traz inúmeros benefícios aos cotonicultores de países em desenvolvimento, aumentando a produtividade em até 60%, reduzindo os custos com inseticidas e, conseqüentemente, gerando mais lucros.