Uma vacina contra a gripe aviária está sendo testada em tomates que atuam como plantas biofábricas. A técnica consiste em aplicar, nas células do tomate, um gene do vírus H5N1, causador da doença, que codifica uma proteína. Assim, a planta passa a produzir essa proteína. Ao entrar em contato com a ave, a proteína induzirá à produção de anticorpos contra o vírus.

Ao se confirmarem os resultados dos testes, essa proteína poderá ser usada no desenvolvimento de vacinas para as aves. As pesquisas são conduzidas pela Melbourne´s Monash University, da Austrália. O vírus da gripe aviária já se espalhou por 37 países, infectando 175 pessoas e causando a morte de 96 até o momento.

Fonte: Sydney Morning Herald / March 2006