Cientistas pesquisaram uma nova linhagem de trigo que possui um gene resistente à fusariose da espiga

Cientistas do Laboratório de Pesquisas Agrícolas do Norte dos Estados Unidos, em Fargo, Dakota do Norte, identificaram um gene de resistência à fusariose da espiga do trigo (também conhecida como giberela, essa doença é causada por um fungo que produz micotoxinas) em uma variedade conhecida como grama-trigo. Já o trigo duro, variedade amplamente utilizada para consumo humano nos Estados Unidos, Canadá e Europa, não possui defesa genética contra esse patógeno.

Para tornar o trigo resistente à fusariose da espiga, pesquisadores do Projeto de Melhoramento do Germoplasma do Trigo Duro (DGE, na sigla em inglês) transferiram o gene de resistência do grama-trigo, desenvolvendo uma nova linhagem.

Posteriormente, por meio de cruzamentos da linhagem resistente com culturas convencionais do trigo duro (geneticamente vulnerável à doença) e do uso da técnica de marcadores moleculares, foram desenvolvidas espécies híbridas do trigo duro com a característica da resistência.

Fonte: Crop Science Society of America – Janeiro de 2012