Se os americanos comem essa comida há tanto tempo, não creio que haja problemas no consumo. Com esta frase, o diretor da World Food Programme de Uganda, Ken Noah Davies, anunciou oficialmente a aceitação de alimentos GM que foram doados pelos Estados Unidos. A declaração foi feita durante uma coletiva de imprensa em Kampala. Mais de 800 mil pessoas vivem em estado famélico no país, que recebeu 24 mil toneladas de cereais vindo dos EUA.

Clique aqui para conferir a matéria completa.