O Ministério da Agricultura, Indústria Animal e Pesca de Uganda está construindo um instituto de biotecnologia denominado Bio-Technology Institute at Kawanda Research Station. O objetivo é promover a agricultura e impulsionar o desenvolvimento econômico.

O laboratório deverá custar cerca de US$ 1 milhão, incluindo gastos com equipamento e treinamento de pessoal nas áreas científica e biotecnológica, segundo informação do ministro Kisamba Mugerwa, na última semana. Para ele, Uganda é propícia ao desenvolvimento de plantações híbridas, a exemplo da soja e do milho. “A Revolução Verde nunca chegou à África e agora não podemos ficar para trás na ciência e na tecnologia”, disse Mugerwa, ressaltando que o continente precisa abraçar os alimentos GMs para sobreviver.

Confira a matéria na íntegra, em inglês.