O diretor do Davis Seed Biotechnology Center da Universidade da California (UC), K.J. Bradford, e sua equipe estão envolvidos num trabalho para discutir os desafios e as oportunidades para a comercialização de produtos da horticultura geneticamente modificados.
A aplicação da biotecnologia tem sido intensa em produtos como soja, milho, algodão e canola, proporcionando a eles resistência genética a herbicidas e insetos. No caso de frutas, hortaliças, flores e plantas ornamentais, a adoção tem alguns limites. Segundo Bradford, vários fatores técnicos, econômicos, regulatórios e de mercado são necessários para a biotecnologia na horticultura.