Biotecnologia não é ciência nova e tem sido usada pela humanidade há milhares de anos. Essa foi a declaração da professora especialista em biotecnologia, Martina Newell McGloughlin, durante visita à Embaixada dos Estados Unidos em Wellington. Ela ressaltou que a humanidade tem modificado seu meio ambiente desde tempos imemoráveis.

“A maioria dos alimentos que comemos todos os dias tem sido modificada durante séculos”, disse ela, citando, por exemplo, a cerveja e o queijo. Ela ressalta que a moderna biotecnologia, ao invés de aperfeiçoar esses antigos processos, permite aos cientistas modificar um organismo em nível molecular. “Esta técnica significa que a tecnologia é mais precisa e mais segura”.

As plantações GM, disse a professora, têm sido muito mais testadas do que qualquer outro tipo em toda a história da agricultura. “A verdade é que a biotecnologia desenvolveu sobremaneira a segurança alimentar, e não é isso que a maioria dos opositores da tecnologia fazem o público acreditar”.

Confira a matéria completa, em inglês.